20070618

POEMA DE JOYARARA - ILUSTRAÇÃO DE kira


Tuas mãos ausentes

Tuas infinitas mãos
espaços certos de meus vazios tantos
eu tonta, busco-as no vazio do tempo.
Entrelaço dedos de girassóis
lembranças dos teus silêncios.
Busco gestos de pulso
impulsos de te tocar…
estendo minhas mãos lentas
em busca de tuas mãos santas.
Quedo-as sobre o colo vazio
as suas não estão.
Toco a longevidade do ar
e com mãos de pianista
faço dos nossos dedos de antes
uma canção vazia para o vento.

(JOY)

6 comentários:

dom disse...

your blog is very nice ..is good work

Carlos Correia disse...

Que belo quadro. Conheço-o de qualquer sítio

A-Verdadeira disse...

My friend Dom:
Have you ever seen the tile's colours and the touch of his heart in all his paintings?
Just beautiful!

I'll call you back next Monday to show my purposes for my art Pub in Barreiro.

See you!

Anônimo disse...

for lady:
which bus goes to the english language ?


para o compadre CC:
tem graça que o "boneco" é parecido contigo...embora não fossse essa a intenção...
ái conheces !?
kira

A-Verdadeira disse...

The red one, because buses are all red in London.

Kisses

Anônimo disse...

oq vc acha de pintar um pai q decha um filho jogado à o deus-dra,????
a sim, e pod ter como inpiração o mesmo ao qual teve p/ pintar esse aq,... e dessa vez, fique certo de q ñ vai ser só uma hilustraç~
ao, mas sim uma fotografia de fatos,.....