20080504

KIRA VERSUS PEQUIM

7 comentários:

Anônimo disse...

O FIM DE UM CRAPULA...

No decorrer das minhas várias lutas políticas, algumas situações mereceram a minha mais larga atenção, pelo que representavam de atentado ás mais elementares liberdades e direitos. Uma delas foi a questão da gestão da Santa Casa da Misericórdia do Barreiro, por parte de um determinado grupo político, em que pontificava, e ainda pontifica por enquanto, como amancebado político, o senhor Julio Freire.

Indivíduo muito especial, de falinhas mansas, que se auto-intitula doutorado, mas que na realidade nunca obteve canudo algum e que é um autentico vira casacas, com um passado muito enevoado. Passado de onde sobressaem a sua parceria com um conhecido padre com tendências sexuais duvidosas, passou depois a ser um lutador de aviário da democracia, e a escarnecer a igreja católica, e existe mesmo quem no Barreiro reconheça publicamente nele, alguém que entregou por delação, camaradas seus á; antiga PIDE/DGS, para conseguir livrar a sua pele da tortura. E pelo menos da fama não se livra, e várias figuras anti/fascistas como o Engenheiro Álvaro Ribeiro Monteiro, apontam a sua imensa desconfiança nessa personagem. Depois militou no PCP para se firmar como Vereador na Câmara Municipal do Barreiro, onde deixou um largo rastro de má gestão, nomeadamente em questões como a das águas e transportes coletivos, para além de uma Câmara Municipal á beira da ruína e caos financeiro, de que só mesmo o doutor Pedro Canário pode descrever o quanto teve que trabalhar enquanto Presidente, e as suas equipas, para conseguir reverter a situação.

A imagem de sonhador com “Tachos” levou-o á assumir a militância no Partido Socialista, após passar a ser considerado persona não grata no Partido Comunista Português, e gritar alto e bom som, em conhecidos locais públicos, que iria ser alguém muito importante e determinante no Barreiro.

Chegou á direção da Santa Casa da Misericórdia, como um prêmio de recompensa do Partido Comunista, como se fosse uma reforma dourada, e logo virou as costas, e se filiou no Partido Socialista, que parecia estar a ser um atrativo maior de regresso ao poder.

O Partido Socialista tornou a sua pessoa um autentico “prostituto” e utilizou como melhor quis e soube o Jornal do Barreiro, propriedade da Santa Casa da Misericórdia, como descarada correia de transmissão dos seus projetos, para assim ter mais um veiculo de propaganda. Mesmo o Bloco de Esquerda e até mesmo algumas figuras do PPD/PSD se serviram do jornal, que viveu momentos de autentico pasquim, para assim fazerem propaganda das suas idéias políticas. Muitas vezes o Jornal mais parecia uma folha política, que um Jornal Regional.

Logo que possível, limpou a Santa Casa da Misericórdia de todos aqueles que lhe pudessem de alguma forma fazer sombra, e implantou a sua costumeira gestão desabrida, e sem rumo, que agora começa a dar realmente os seus frutos financeiros em termos de descalabro.
Agora, tal como eu tinha previsto, o seu ocaso já se encontra a surgir no horizonte, e como bom filho á casa torna, esta novamente a colar-se deliberadamente ao Partido Comunista Português, na pessoa do atual Presidente da Câmara, Carlos Humberto.

Será realmente o beijo da morte, pois logo que caia em desgraça, será abandonado ás feras, e dizimado pelos seus atuais companheiros de caminho, e a prova disso, mesmo é; já a presente carta e contra carta, que mostra como as comadres desavindas quando se zangam...
Estou curioso de observar, o que realmente vaio fazer também o verdadeiro “Padrinho” Victor Melícias, quando observar que um dos seus “Soldados” ajudantes de campo, não serve para mais nada, se não para criar empecilhos, e problemas, para além de má imagem geral!
Seguindo a velha tradição calabresa ira por certo ser tratado como manda a tradição da terra dos meus; avós... E nisso o “Padrinho” é mestre!

Julio Freire é já hoje um nado morto, se bem que nunca tenha passado de um ‘aborto’ institucional que serviu para guindar algumas figuras, para os postos que ocupam hoje na política local, ou seja; Vereadores dos mais diversos matizes políticos, que para nada servem, se não para clientelismo, e oportunismo pessoal.

Como tudo tem um principio, um meio e um fim, e como o principio já remonta a muito tempo, e o meio também já lá vai, agora surge o crepúsculo. Basta aguardar um pouco para se poder assistir á saída de cena de um dos maiores crápulas que a política do Barreiro já teve oportunidade de conhecer ao vivo... Julio Freire, um nome para ninguém esquecer, e não querer repetir!


AS COMADRES ZANGARAM-SE E AGORA SENTEM VERGONHA UMA DA OUTRA – In: Jornal do Barreiro, edição do último fim de semana, como “Sinto Vergonha!”

Nota final:

O senhor Amílcar Romano, para quem não conhece: foi um conhecido ativista da rede terrorista FP/25 de Abril, atual militante e ativista do Partido Socialista. Professor do ensino secundário, e mais um entre tantos oportunistas da política, que apenas se deixou utilizar pelo senhor Julio Freire, uma vez que necessitava de colocar um familiar como utilitário da Santa Casa da Misericórdia.

Agora, que está servido, uma vez que possivelmente o familiar já não necessita mais da utilização da entidade, ataca deliberadamente o outro, antigo amigalhão.

Por sua vez o senhor Julio Freire, utilizou o senhor Amílcar Romano, para captar mais apoios dentro do Partido Socialista do Barreiro, onde ate chegara a criar uma chamada linha de convergência.

No meio disto tudo só não sei onde fica agora colocado o conhecido advogado “Cara Cagada” e o farmacêutico Pires?...

A política é tão engraçada, quando se olha para trás e se pode observar, o que foi e o que é!

Por exemplo, este mesmo Julio Freire andou ao soco, á alguns anos atrás, numa reunião de Câmara com o senhor Mendes Costa do PPD/PSD. Passado alguns anos, só faltava andarem aos beijinhos, e tudo porque o senhor Julio Freire dominava um Jornal local... e o senhor Mendes Costa gosta muito de penacho, e de ser bajulado na imprensa!

Entre outros exemplos é bonito de analisar, o muito que o futuro ainda nos vai reservar em relação a estas personagens!

Há que tempos que passam, e não voltam, só a memória dos homens perdura para todo o sempre...

kira disse...

Coisas graves as que aqui são apontadas. Não dou crédito ao anonimato.
kira

Anônimo disse...

Coisas graves ?????????????
O Senhor Kira tem escrito no seu blog e no Jornal Rostos as mesmas coisas graves sobre o assunto. Só que de outra forma. O Senhor Kira não é mentiroso pois não ? Estas coisas graves passaram-se passam-se e vão continuar a passar-se. Ou é tudo mentira ? Seremos todos mentirosos ? E os "irmãos" é que são verdadeiros e honestos ?

Não dar crédito ao anonimato, significa o quê Senhor Kira ?
Que não acredita no que foi aqui publicado, porque não está devidamente identificado pelo seu autor ? Que ingenuidade Bloguística Senhor Kira.
No blog da Verdadeira diz que é ser corajoso quem escreveu o texto aqui não dá crédito. Sinceramente fico sem percebê-lo. Então para quê, da sua parte, Senhor Kira, tanta ironia à volta do assunto, desde há uns tempos a esta parte ?

Há mais casos que deveriam vir ao conhecimento público.
Desde há muitos anos, que o enriquecimento e o favorecimento de certos barreirenses deve-se a muito jogo sujo, fuga fical, clientlismo, etc. que afinal nos prejudica a todos, de forma colectiva.
Da esquerda à direita.
Seria bom que tudo isso viesse público, para que se percebesse quando passeamos nas ruas do barreiro, porque razão certas pessoas vivem em casas de alto luxo, usam topos de gama, e são consideradas pessoas de sucesso.
Gente com muitos rabos de palha caro amigo....................

Anônimo disse...

Repito a frase porque contém erros



Desde há muitos anos, que o enriquecimento e o favorecimento de certos barreirenses deve-se a muito jogo sujo, fuga fiscal, clientelismo, etc. que afinal nos prejudica a todos, de forma colectiva.

MÃO NO ESCRITO disse...

caro anónimo,
as coisas graves que tenho escrito assumo-as com o meu nome. não sou nem mentiroso e nem parvo.
porque daria crédito a umas acusações - como as que faz acima - oriundas de um anónimo? acha que a "verdadeira" pode ter tratamento igual? a "verdadeira" , sabe-se quem é. o meu amigo não sabe mas a misericórdia e metade do barreiro sabe. nunca fui ingénuo por isso vir a público e usar de ironia assumo por ASSINO. suponha que o meu amigo tem o nome de jacinto e que toda a gente o conhece. um anónimo serve-se deste espaço e diz que você é uma coisa qualquer que pode bradar aos céus e comprometê-lo? acha que eu daria guarida a esse anónimo? quer que lhe dê o benefício da dúvida, ou quer-me dar esse benefício a mim que sabe quem sou?
acredito que você fale verdade, deconheço esses factos. sob anonimato não sou eu que me sujeito a pegar o touro pelos cornos. é do género: " vai lá tu que eu fico aqui2?
os jornais desta cidade pulicam-lhe estas coisas ?
ingenuidade bloguisíca? deixe-me rir! porque não ten o m,eu amigo - ou se tem indique - um blog seu?
vá, coragem e...continue.
aceite um abraço do
kira

Anônimo disse...

um pequeno esclarecimento o primeiro anónimo (de 5 Maio) não é o segundo anónimo (de 6 de Maio)

kira disse...

pior!
afnal não foi vasco da gama que descobriu o caminho marítimo para a índia, mas sim outro individuo que tinha o mesmo nome. poia.