20080819

AS COISAS QUE O GOVERNO DE SÓCRATES TEM CONSEGUIDO:


ESTE GOVERNO CONSEGUIU AUMENTAR O ESPAÇO PER
CAPITA. COM A SAÍDA DE MILHARES DE PORTUGUESES
. A EMIGRAÇÃO ATINGIU UM PONTO TÃO ALTO, QUE OS
CAMPOS ESTÃO VAZIOS E AS CIDADES MAIS OU MENOS.
PARA A CONSTRUÇÃO DE CAMPOS DE GOLFE CONTINUAR
A BOM RITMO E, RECONHECIDO O ESFORÇO DO
EMIGRANTE DO SEC XXI, O GOVERNO ESTÁ A DAR
DINHEIRO A QUEM SAI, DIZEM OS MENTIDEROS.

PELAS NOSSAS CONTAS, EM 2018 PORTUGAL TERÁ ENTRE
17 A 77 PORTUGUESES RESIDENTES (INCLUINDO OS
MINISTROS) E MAIS UNS TANTOS INGLESES
MC'QUALQUERCOISA, UNS HERMANOS DE AZEITE E TRÊS
SEM-ABRIGO, QUE, TEIMOSAMENTE PREFEREM A SOPA
DA MITRA.

DIZEM ESTES SEM-ABRIGO:- ERA O QUE MAIS FALTAVA,
IR PARA ESPANHA OU FRANÇA... E TER QUE ESTAR AQUI
TODAS AS NOITES, EM SANTA APOLÓNIA, POR VOLTA DAS
9 H. PARA TOMAR A SOPINHA! A QUE HORAS TINHA EU
QUE ME LEVANTAR EM PARIS, PARA, V INDO A PÉ, ESTAR
AQUI A TEMPO ?


A FOTO MOSTRA A MAFIA, PERDÃO A MAQUIA !


12 comentários:

Anônimo disse...

Está mesmo muito em baixo.Com muita pena mas não volto a este blog.

Anônimo disse...

Ahahahahahahahahahah!

Se calhar é alguma mentira...

Por muitos países que adiram à União Europeia, Portugal estará sempre na cauda, a segurar a lanterna vermelha.

Até os nossos atletas nos Jogos Olímpicos têm sido o espelho de um país decrépito, corrupto e pobre de ambições.

Somos um país de merda. Alguém duvida disso?

antonio disse...

meu caro anónimo nº 1: não sou eu que estou em baixo... é o país. bolas!
antes fosse eu!.

Anônimo disse...

A bandalhisse , a mentira a falta de rigor e o gozo de dizer mal são de facto inaceitaveis . Um espaço que podia ser de grande agradabilidade e de alguma riqueza intelectual transformou-se num sítio onde não apetece voltar. Vou fazer como o outro!!! Como refere tão finamente o comentador anterior ,o cheiro a merda começa a ser muito e quem goste que por aqui fique. No meu País não cheira mal e cada um tem a rua que merece...Coçem-se todos uns aos outros e façam o favor de ser muito felizes

antonio disse...

há um espaço maior ainda que este, que podia ser "de grande agradabilidade e de alguma riqueza intelectual" e outras, etc, que é este país. pois pois! calar quem tanto sofre já foi chão que deu uvas! agora, quem cala consente! nesta terra, no barreiro, são dezenas os amigos que saltaram as fronteiras porque a fome bateu-lhes á porta, sabia ? e olhe que não eram sabujos, nem chulos, eram e são, grandes trabalhadores. cá por casa passa-se o mesmo. é bom falar de alto quando se tem o frigorífico cheio.
desculpe dizer-lhe isto: abra os olhos e, sinceramente, você não vê o que está a acontecer nesta merda deste rectangulo? não sei se a culpa é do sócrates ou do salazar, do cristiano ronaldo ou do bispo de leiria, se a culpa é do petróleo ou do valentim loureiro, dos tribunais ou dos ciganos, dos pretos ou dos ministros que chamam camelos aos outros... sei é que... você tambem sabe, vá lá!
volte mas não vote!
um abraço.

A-Verdadeira disse...

Há pessoas que parece que usam pálas.
Só não vê quem não quer ver.

Sabiam que há famílias neste momento em Portugal que só podem comer uma refeição por dia porque o dinheiro não chega para mais?

Sabiam que o desemprego está a aumentar, ao contrário do que o PM afirma na televisão?

Sabiam que a criminalidade triplicou?

Sabiam que há cada vez mais pobres no País?

Sabiam que há pessoas que já tiveram uma vida normal e que agora, graças ao oásis, estão a viver e a dormir na rua?

Sabiam que há cidades na zona metropolitana de Lisboa onde as pessoas não sabem o que é uma casa de banho, electricidade ou água canalizada?

Sabiam que no Barreiro há pessoas de bem a passar fome de rato porque têm vergonha de pedir o que quer que seja?

Pois, não devem saber nada disso. Só lhes interessa a fachada e o discurso mediático.

Portugal tornou-se numa fossa gigante e malcheirosa.

Já é tempo de dizer BASTA!

Anônimo disse...

O anónimo das 18:38 deve ser daqueles que tem uma vida boa à custa de pertencer a alguma lista partidária.

Abra os olhinhos e veja com olhos de ver o que se está a passar neste país.

A Senhora Verdadeira disse muito bem: é só miséria, miséria e mais miséria e vêm agora a merda dos políticos querer pôr-nos "palas" a nós.

Tenham Juízo. O Povo já está saturado de vos encher o bandulho.

THOR disse...

Pelo que conheço de Portugal, nunca o país esteve tão mal como agora e nunca cheirou tão mal como agora.
De vez em quando aparecem uns fundamentalistas partidários e masoquistas que adoram ser espezinhados, roubados, vilipendiados, enganados, vergastados em nome de uma política que não interessa a ninguém, como é o caso de Portugal.

O país fede.

Só quem pertence à comandita e está bem "calçado" é que pode afirmar que não se passa nada e que tudo está bem.

O rei vai nú meus senhores.
Há que castigar o rei.

antonio disse...

Não vos apetecerá cantar e levar à prática, parte do hino nacional ? Até nops campos de futebol, quando essa parte se canta, os olhos se nos arregalam! ÀS ARMAS... ÀS ARMAS !!!! -e agora muita atenção... PELA PÁAAAATRIA...LUTAR ....

oremos !

Zé Povinho disse...

Soma e segue o país das maravilhas.
Mais uma carrinha de valores assaltada, mais um ourives assaltado, baleado e morto, mais uma bomba de gasolina assaltada, mais uma menor de dez dias de idade abandonada numa casa de banho de um hospital, tudo isto em menos de 24 horas.

Senhor anónimo, no seu país não cheira mal, não. O seu país tresanda a trampa e a sua rua é um esgoto a céu aberto.

Abra esses olhinhos. Abra os olhos e tire as "palas". Vai ver que o "seu" país é uma latrina gigantesca.

Tenho pena de si.

antonio disse...

fazendo as contas a estes comentários, cheguei à triste conclusão que: em cada nove portugueses só um está satisfeito com o status. olhe que 8 - 1 não é derrota, é massacre!
um açoite, para si, anónimo das 18,38.

Hobbit disse...

As empresas de sondagens deviam debruçar-se mais sobre o fenómeno dos blogues.
É nos blogs que se encontram as análises mais críticas e sensatas aoque se está a passar actualmente em Portugal.
O anónimo das 18,38, tresanda a PS.

Esses perdem a razão quando vêem que os portugueses já deixaram de ser burros.

Abraço