20080903

OLHA-ME AQUELE ESTÚPIDO !




Ainda me está cá a roer a consciência sobre a morte daquele cara que assaltou, com um outro cara, a dependência do BES em Campolide. Vê-se logo que eram caloiros em Portugal! Não conheciam as benesses da nossa lei criminal. Né?

Li algures, e não era preciso ter lido porque já é prática praticada que, quem crime comete, ou é agarrado a cometer, o máximo que lhe pode acontecer é, ser presente ao juiz, ouvir uma rabecada e de imediato sair em liberdade, aguardando julgamento, para uma suspensa e nada mais!
Não me digam que os negociadores policiais não lhes deram esta dica? Eu não estava lá, não sei. Como o segredo é a alma do negócio, mais a mais tratando-se de bancos e família (assaltos) nada transpirou, pelo menos...


Acredito bué que os judites negociadores tenham, afinal, prometido aos brasucas que nada lhes aconteceria se desistissem dos seus estúpidos intentos. Querer sacar papel onde não havia e passar fominha uma porrada de horas só para aparecer nas televisões, confessemos que é um acto tresloucado. Porque não pediram os assaltantes, um empréstimo à Cetelem ou à Cofidis? Era só telefonar e, em 48 horas tinham a conta bancária recheada. Até teriam hipóteses de, com essa massa, adquirir uma arma mais jeitosa, consultar um advogado (doutor, o que me pode acontecer se eu …) e depois sim, assaltar com tempo uma agencia onde houvesse nota grossa! Assim, um deles foi no bico da gaivota com um tiro certeiro, e o outro está internado, parece, a comer dieta no hospital. É o que faz as pessoas estarem mal informadas sobre as leis deste país! E esta falta de informação fez uma vítima mortal. Está mal!

Tenho um vizinho, coxo por acaso, que faz vida a assaltar casas particulares. Saca tudo o que pode. Já foi agarrado montes de vezes na Feira da Ladra a vender o produto do seu trabalho. O que lhe tem acontecido? Vai à esquadra acompanhado pela policia e pelo assaltado, despeja o saco, mostra o resto que não conseguiu vender, dá o nome pela centésima vez, tiram-lhe fotocópia do BI e mandam-no para casa ainda primeiro que o lesado. Continua por aqui, passa ao largo dos vizinhos a quem já fez a folha, sorri, bebe a bica noutra área e vive bem com a graça de Deus e o Código Penal. Ora aqui está um exemplar que admiro. Porque está informado, sabe as leis com que cose os outros e passeia-se como figura pública, na área da nossa residência,
Assim, sim !


Por razões ultra-humanitárias peço ao Senhor Ministro da Tutela destas coisas, que decrete, mande publicar e publicitar em grandes cartazes, nos aeroportos de entrada em Portugal, as leis que protegem os potenciais criminosos que entrem no país.
Com essa atitude evitar-se-ão mortes desnecessárias e bocas como aquelas que eu mandei, quando vi na televisão o cara a cair à porta do BES: - olha-me aquele estúpido!
Referia-me ao cara, claro !

2 comentários:

jorge fagundes disse...

Meu Caro Kira: foi este leão que esteve como árbitro-auxiliar (ex-fiscal de linha) e assinalou aquela grande penalidade contra o Sporting por falta cometida dois metros antes da linha?

antonio disse...

meu caro doutor:
os "leões" andam à solta e, nunca será por nos roubarem um penalte que deixaremos de ser campeões (se calhar da má sorte!).
preparado para ir a avis ? o nosso doutor carlos alberto prometeu e, o jornal rostos potencia uma edição especial para a feira franca. não se pode excluir a hipótese de o barreiro aparecer em peso !
uma honra para a "noiva do alentejo" e para mim, claro.
que diz ?
um abraço e obrigado